Uma rede social chamada mundo

Você já parou para pensar que vivemos em uma rede social? E, que se analisarmos friamente a tecnologia/internet se arraigou tão forte na nossa cultura que, simplesmente, digitalizamos a rede.

A cidade que você vive, os lugares que você frequenta, as pessoas com quem você conversa, os assuntos que você se interessa; tudo isso faz parte da sua rede de relacionamentos e da forma como você vê o mundo, não por acaso, a rede foi digitalizada e levada direto para o seu computador ou smartphone, assim como sua agenda, tudo que você conhece e se interessa está ao alcance de suas mãos e cabe no seu bolso.

E é por isso que as redes digitais chamam e clamam tanto por nossa atenção. Na semana passada prometi falar mais sobre isso e, como promessa é dívida, cá estamos!

Para mim o mundo é separado por bolhas de interesse e transitamos por algumas delas, algumas, fazem parte do que somos e dificilmente saímos dela, mas em cada uma delas representamos um papel. O papel de filh(x), espos(x), namorad(x), funcionário, empreendedor e assim por diante.

Assim como na vida, onde desempenhamos papéis, o fazemos nas redes digitais. Em cada rede desempenhamos uma forma de mostrar quem somos, em que acreditamos e porque vivemos. Se prestar atenção pelo que procura em cada rede que está, saberá como se comportar dentro delas, afinal queremos, além de fazer parte, sermos bem recebidos e muito bem vistos.

Se você se sente assim com a sua imagem pessoal, por que não fazer a mesma coisa com a imagem da sua empresa, ou sua imagem corporativa?

No mundo do marketing é muito mágico como as peças se encaixam e se misturam. Estamos tão imersos no universo tecnológico que parece algo simples de ser feito, mas é preciso ter consistência e consciência do que se faz quando trabalhamos efetivamente com o marketing.

Com um universo em nossos bolsos ou bolsas, a tacada de mestre está na atenção que você ganha das pessoas que te enxergam. Você é do tipo que deixa um gostinho de quero mais e tem mais a oferecer ou é do tipo que aparece, faz e acontece e depois some?

Quem tem sucesso, pode até não ser tão esperto, não entender tanto do assunto, mas deixa seu rastro consistentemente todos os dias, quando chama atenção mostra que tem mais a oferecer, mostra que amanhã tem mais e que não vai deixar as pessoas na mão. Mostra, acima de tudo, comprometimento.

Pense em um casal que se conheceu na balada num fim de semana e trocaram telefones, porém nenhum teve coragem de enviar uma mensagem. Então, depois de um mês um deles envia uma mensagem, convidando para sair. A outra pessoa já está saindo com outro, que teve coragem de enviar mensagens no dia seguinte e a relação ficou mais intima. O mesmo acontece nos negócios e na vida, se você aparecer só de vez em quando, pode ser que você perca o time, o cliente ou o emprego dos sonhos, pelo simples motivo de que, quem não é visto não é lembrado.

As redes digitais encurtaram caminhos, aumentam as possibilidades e melhoram a forma como nos relacionamos com as outras pessoas. Dentro das nossas verdades e entregando para o mundo o que realmente queremos.

Veja como começar no meu último texto!

Sobre a autora:

Mariana Leal

Jornalista formada pelo UNESP

Possui especialização em Gestão de Negócios pela ESPM

Consultora do MarkEsalq

 

The following two tabs change content below.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.

Deixe uma resposta