Conheça cases de Marketing de Commodities

Commodities são produtos conhecidos por terem características uniformes e não serem diferenciados. O Brasil é um grande produtor e exportador de commodities, com destaque para as culturas de milho, soja, algodão, além de carnes bovina, suína e de frango. Por terem uma demanda crescente, no país ainda são poucas as iniciativas de marketing para determinada commodity. Porém, quando crises como a Carne Fraca acontecem, quando uma nova dieta viraliza ou até mesmo um influenciador resolve falar mal, fica evidente a necessidade de mais iniciativas de marketing para estes produtos.

Nos Estados Unidos, há um programa chamado “Commodity Checkoff” no qual as organizações coletam uma taxa na venda de commodities que é destinada a programas de promoção e pesquisa de determinada commodity. Assim, há diversos cases que podem ser utilizados de benchmarking para nós. Confira alguns:

GOT MILK

Criada pela agência de publicidade Goodby Silverstein & Partners para a California Milk Processor Board em 1993 e depois licenciada para uso por empresas processadoras de leite. A campanha ficou conhecida por aumentar consideravelmente as vendas de leite nos Estados Unidos da América.

BEEF. IT’S WHAT’S FOR DINNER

Criada em 1992 pelo Programa Beef Checkoff para promover a carne bovina.

“THE INCREDIBLE, EDIBLE EGG”

Slogan da American Egg Board (organização de checkoff marketing), criado em 1976 por uma agência de publicidade para promover o consumo de ovos.

Um exemplo muito bem-sucedido de marketing de commodity que devemos nos inspirar é o da Colômbia com o café Juan Valdez.

JUAN VALDEZ

A marca JUAN VALDEZ foi criada com o intuito de identificar e garantir que um produto derivado do café era verdadeiramente 100% colombiano e de qualidade, o que permitiu abrir mercados e posicionar o café colombiano entre os melhores do mundo. Realizou ações de sucesso, como no filme campeão de bilheteria em 2003 O Todo Poderoso, no qual o personagem Juan Valdez serviu o café para o personagem vivido pelo ator Jim Carrey.

Mas, e no Brasil?

No Brasil também tivemos algumas iniciativas originadas principalmente de Associações, como o Sou Agro, Etanol Completão, I Feel Orange e Amo Frango e o próprio Blog da Carne, do qual faço parte, exemplifica ações de marketing de commodities.

SOU AGRO

Campanha da ABMR&A lançada em 2011 para reposicionar a imagem do agro nacional na sociedade brasileira. Porém não está sendo mais divulgada.

ETANOL COMPLETÃO

Lançada em 2012 pela UNICA,  impulsionou em cerca de 10% o consumo de etanol no Estado de São Paulo no primeiro mês.

I FEEL ORANGE

Campanha de 2011 da CitrusBR, realizada em parceria com a Apex-Brasil, surgiu para renovar a imagem do suco de laranja a nível global.

AMO FRANGO

Criada pela União Brasileira de Avicultura (UBABEF) para promover o consumo de frango no Brasil através de ações focadas nas redes sociais, principalmente o Facebook.

MAIS CARNE SUÍNA

Lançado em 2015 pela Associação Brasileira dos Criadores de Carne Suína, busca unir o setor para aumentar a presença desta proteína no cardápio dos brasileiros. Durante a “Semana da Carne Suína” que realizam todo ano junto a redes varejistas, tiveram em 2017 um aumento de 26% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

BLOG DA CARNE

Criado em 2015, é uma iniciativa privada e o maior portal de informação sobre carne bovina, que visa promover seu consumo consciente.

No segundo episódio do Programa Abre a Porteira, nós apresentamos e discutimos mais profundamente estes diversos cases de marketing de commodities. Confira na íntegra:

 

Por: Juliana Chini – Consultora do Grupo MarkEsalq

Deixe uma resposta