Tanto quanto seu conhecimento, seu comportamento faz toda a diferença em sua carreira!

Como Coach que trabalha exclusivamente com profissionais do Agro, às vezes ainda sinto um pouco de preconceito ao trabalhar as competências emocionais do coachee! Muitos acham que é mimimi, outros, que parece autoajuda, mas não é!

Hoje, as competências emocionais são tão importantes e valorizadas ou, até mais, que as técnicas pelos recrutadores e empresas. O motivo é simples: as competências técnicas você aprende lendo, fazendo um treinamento, um curso, mas as emocionais não!

É preciso muita vontade e disciplina para transformar um mau hábito em um bom, para substituir uma crença limitante por uma fortificante, para mudar sua maneira de dar um feedback e de se relacionar com sua equipe e clientes, para desabrochar seu senso de liderança, para voltar a estar motivado e saber motivar os que estão à sua volta, para não parar de se autodesenvolver.

LEIA TAMBÉM:  Uma rede social chamada mundo

Mas como tudo na vida é preciso um equilíbrio! Embora seja clara a mudança nos processos seletivos e o crescimento do peso das competências emocionais, as competências técnicas não deixam de ter o seu valor. Os conhecimentos adquiridos na graduação e em cursos extracurriculares como inglês, Excel, Power Point agregam muito no seu currículo e aumentam seu leque de ferramentas à disposição da empresa. Esses conhecimentos te tornam mais hábil e rápido para realizar o seu trabalho, solucionar problemas, ter novas ideias, contribuindo para o crescimento da empresa.

Todavia de nada adianta todo o conhecimento do mundo, ter estudado nas melhores faculdades, ter tirado 10 em todas as matérias se você não sabe se vender, não tem empatia com seus clientes e equipe, se você não se sente motivado e disposto criar novas soluções, a atingir suas metas, se procrastina tarefas importantes, se sempre tem uma desculpa ou um culpado por seus erros, se não tem vontade de se atualizar e aprender novos conteúdos, se sua ansiedade ou sua falta de confiança tira seu foco do que é realmente importante e te faz perder prazos e oportunidades.

LEIA TAMBÉM: Afinal de contas, o que é Design Thinking?

E isso é válido para todos os setores, inclusive para o Agro! O Coaching voltado ao agronegócio vem crescendo à medida em que o setor vem se profissionalizando. Começou pelas multinacionais de insumos agrícolas que já há algum tempo vem capacitando seus profissionais nesse tipo de competências, principalmente seus times de vendas. E agora chega às próprias fazendas, com a contratação de gestores e executivos e com a sucessão familiar.

Cada dia mais percebe-se a importância dessas outras competências que antigamente eram vistas como algo pré-determinado no nascimento: “fulano é tímido desde pequeno, por isso não consegue falar em público”. O que não é real! Nada em nosso passado nem em nosso presente nos limita a ser quem queremos ser, nem a chegar onde queremos! Só depende de nós!

LEIA TAMBÉM: Marketing 2.0 e 3.0: isso te atinge todos os dias

Embora não sejam ensinadas na escola, as competências emocionais podem sim ser desenvolvidas e otimizadas com as ferramentas certas. E o Coaching te auxilia nisso! Te auxilia a ser diferente, a ter equilíbrio, clareza, consciência, criatividade para botar todos os seus conhecimentos em prática.

Quer saber como desenvolver suas competências emocionais? Me mande uma mensagem!

11 97295 8274

carola.magnabosco@hotmail.com  

  

Sou Carola Magnabosco, Economista pela Esalq/USP com MBA em Gestão Estratégica e Marketing. Após dez anos atuando com gestão, projetos e inteligência de mercado em grandes consultorias e grupos agropecuários, hoje atuo como Coach especializada em Carreiras Agro.

The following two tabs change content below.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.

Deixe uma resposta