Go Winners: um programa inovador que aproxima jovens do mercado de trabalho

Se por um lado a universidade confere aos jovens as qualificações técnicas para desempenhar com excelência uma profissão, por outro, o mercado de trabalho também exige características comportamentais adequadas à realidade do mundo corporativo. Com a proposta de diminuir essa lacuna e inovar no processo de contratação de jovens universitários que buscam o primeiro emprego, aconteceu em Piracicaba, entre 28 de julho e 18 de agosto, a segunda edição do Programa Go Winners.

“Piracicaba vem se destacando como uma cidade com grande concentração de estudantes universitários, com a participação de diversas faculdades e demais instituições de ensino superior, públicas ou privadas. O programa aproxima esses jovens das organizações a partir de uma inovação no modelo de contratação, no qual o autoconhecimento e o desenvolvimento comportamental são fatores-chave para o sucesso do processo seletivo”, pondera o administrador César Vendrame, da Indicação Consultoria.

Segundo ele, as mudanças nas relações do trabalho, que acontecem em um ritmo cada vez mais veloz, em especial por causa da evolução tecnológica, têm motivado novas formas de pensar a facilitação do diálogo entre jovens e organizações. Mais do que fazer filtros para buscar o melhor candidato, o programa busca responder duas perguntas básicas: ‘melhor, para quê?’ e ‘melhor, em quê?’.

“Nosso objetivo, ao reunir universitários e empresas ao longo do programa, é despertar a autoconfiança e o potencial dos jovens e contribuir para que eles desconstruam crenças limitantes em relação ao mercado e para que esse mercado também desconstrua crenças limitantes em relação aos jovens”, ressalta Vendrame, ao assinalar que os jovens são comprometidos e surpreendem durante o processo de desenvolvimento humano.  

Um levantamento realizado pela Indicação Consultoria, por exemplo, elencou oito pontos que resumem os receios dos jovens em relação ao mercado de trabalho. O questionamento que norteou a pesquisa foi: “quais as principais dificuldades na perspectiva do jovem universitário em busca da primeira oportunidade de trabalho”?

  1. Não receber feedback do processo seletivo ou receber um feedback padrão.
  2. Falta de clareza sobre os critérios de seleção das empresas e a eficácia deles para a escolha do candidato mais adequado.
  3. Desconhecimento de suas próprias qualidades e se elas importam para o mercado.
  4. Dúvidas sobre em que e como melhorar para ser um bom profissional.
  5. Questionamentos em relação à escolha da profissão ou do curso correto.
  6. Medo de errar e não ser suficientemente bom para a vaga.
  7. Receio de não ter oportunidade quando se formar e não conseguir seu próprio sustento.
  8. Diminuição do interesse por grandes empresas e busca por experiências em startups.

Devido a metodologias de construção de aprendizagem colaborativa e experiencial, os jovens que integram o programa Go Winners passam por um processo de desenvolvimento, muito mais do que por um processo de seleção convencional. Para Vendrame, a principal mudança de paradigma no modelo de contratação reside na imersão que ocorre entre universitários e empresas, na troca entre diferentes gerações, adequada a um futuro que exigirá cada vez mais que as pessoas conheçam seus potenciais e trabalhem de forma colaborativa para dar conta de mudanças intensas e constantes nas relações de trabalho.

Na primeira edição, realizada em abril do ano de 2018, o ponto comum entre o perfil dos universitários é que 90% deles exerciam alguma atividade acadêmica voluntária ou atuavam em organizações sociais das universidades como diretórios e atléticas. Dos 30 jovens universitários que participaram do programa, 40% conseguiu uma oportunidade de estágio em menos de dois meses após o término do processo de desenvolvimento comportamental.

 

Esse é o caso do estudante Gean Panellinni, que cursa o sexto período de Administração na Unicamp e, após participar da primeira edição, foi contratado como estagiário de uma empresa especializada no agronegócio. “O programa para mim foi uma experiência muito significativa para que eu desenvolvesse habilidades, mas também para compreender que eu posso ser espontâneo e ser eu mesmo e, ainda assim, ter um perfil interessante para o mercado de trabalho”, comenta o estudante. Ele ressalta que o principal aprendizado foi o autoconhecimento e a percepção de que ele pode abraçar as características que o definem no processo de desenvolvimento para ser um bom profissional e mesmo uma pessoa melhor.

Na opinião de Mariana Ricci Sahuquillo, da área de Desenvolvimento e Captação de Recursos Humanos da Oji Papéis, empresa presente no primeiro processo, que agora acolheu a realização da segunda edição do programa, o que torna a experiência do Go Winners interessante é a proposta de desenvolvimento para jovens que norteia o processo de seleção. 

A segunda edição do programa Go Winners deu continuidade ao processo de inovação na forma das empresas contratarem os jovens para seus processos de estágio ou trainee, e integrou novas formas de desenvolvimento e de atração de talentos adequadas à nova realidade do futuro do trabalho baseado em habilidades. “Ao mesmo tempo em que os jovens são capacitados, as empresas aprendem a interagir com esse público, exercendo um papel de impacto social que proporciona troca de conhecimentos e gera mais aprendizado por meio da experimentação”, conclui Vendrame. 

Enquanto tivemos Gean, como participante da 1ª Edição, temos a Tawany Rocha, representante da 2ª Edição. Ela é aluna de Administração do quarto semestre da ESALQ/USP. “Foi a melhor experiência da minha vida! O Projeto Go Winners possuiu 8 dias de imersão em autoconhecimento e preparação para o mercado de trabalho, é um treinamento diferente de todos os outros, é feito com o coração. Todos os jovens que ali estavam, estavam com um único propósito o de evoluir juntos, pois sabemos que sozinhos podemos até ir mais rápido, mas juntos, podemos ir mais longe. Os módulos envolviam, espontaneidade, self coaching, oratória, inovação, criatividade, marketing digital e gestão de negócios, com certeza eles estão a frente do seu tempo (ou no momento certo) entendendo realmente o que os jovens e o que as empresas querem, em um perfeito equilíbrio. Tenho a certeza que sai muito mais forte e determinada, disposta a enfrentar os meus medos e fazer a diferença. Eu agradeço imensamente ao time Indicação, e serei eternamente grata, pois eles transformaram a minha vida. Se um dia você for convidado para o programa, não pense duas vezes, só vá!”, disse a estudante.

2º Programa Go Winners

Após o fim dos 8 dias de imersão, os jovens desenvolverão projetos usando todas as habilidades intrínsecas e as adquiridas. Os projetos além de serem criativos devem conter um Business Canvas com viabilidade econômica. Os temas são focados nesses jovens, problemas que eles mesmos enfrentam, por isso nada melhor que eles mesmo encontrarem soluções, exercitando a resolução de problemas, o pensamento crítico e a pro atividade. A apresentação dos trabalhos ocorrem no dia 18 desse mês, com uma reunião de todos os Winners, como são chamados estudantes participantes do programa.

Para saber mais:

Site
LinkedIn
Instagram
The following two tabs change content below.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.
Graziele Silva

Graziele Silva

Graduanda em Ciências dos Alimentos na ESALQ/USP. Descobrindo as conexões entre Marketing e Alimentos. Acredita que o conteúdo vai unir todas as pontas sem nó do Universo.

Deixe uma resposta